Please reload

Posts Recentes

Como a experiência do cliente fica melhor com marketing digital?

May 7, 2018

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Pesquisa indica crescimento anual de 18,6% da publicidade na web

November 8, 2016

 

Levantamento da pesquisa “Entertainment and Media Outlook” realizada pela Price WaterhouseCoopers (PwC) revela dados sobre mercado de entretenimento e mídia do Brasil com números promissores para o setor até o final 2017.

 

Junto a mais 7 países, o Brasil terá o maior crescimento nos investimentos em publicidade e gastos do consumidor nos próximos anos, diz o estudo. No total, as 8 nações responderão por 22% da receita global projetada para o setor de entretenimento e mídia em 2017.

 

Entre as categorias com melhor desempenho estão o acesso à internet, com estimativa de crescimento médio anual de 14,7%, seguido por video games (14,4%) e TV por assinatura (13,3%). No entanto, o destaque principal está na área de publicidade na internet, para qual a PwC projeta um crescimento de 18,6% até o final de 2017, a maior taxa no entre os segmentos do setor.

 

Veja abaixo:

 

(foto: Reprodução/PwC)

 

A consultoria também identifica que Brasil, China, Índia e Rússia representarão 45% dos contratantes de serviços de banda larga fixa e 50% dos usuários de internet móvel em 2017. A ascensão pela TV por assinatura também se fortalece no nosso país: já em 2013 nos tornaremos o 3º maior mercado de TV paga do mundo, ultrapassando Reino Unido, Canadá e Índia.

 

“Com a ascensão da chamada nova classe média e o aumento do poder aquisitivo das famílias, mais pessoas terão acesso à TV paga e os investimentos em publicidade também devem migrar”, afirma Estela Vieira, sócia da PwC Brasil.

 

O estudo ainda avalia que até o final deste ano o Brasil ocupará a sétima posição no ranking de gastos do consumidores em entretenimento e mídia, o que comprova o forte potencial do mercado atual. As próprias mudanças nos hábitos do consumidor como também dos investidores no mercado publicitário contribuem para identificarmos a mudança de status nesse novo cenário.

 

Fonte: G1

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga