Posts Recentes
Posts Em Destaque

Blogging: boas práticas para essa poderosa ferramenta


Estamos aqui mais uma vez para falar sobre a importância do marketing de conteúdo, feito com qualidade e de acordo com aquilo que o seu público-alvo realmente procura. Como já sabemos produzir um bom conteúdo educativo durante todas as fases do funil de vendas é uma das estratégias do inbound marketing. Neste contexto, o blog é a principal ferramenta para ser explorada. E se você ainda não faz “blogging”, já passou da hora de rever os seus conceitos.

Se ainda restam dúvidas, chegou a hora de acabar com elas antes de ver as nossas dicas. Vamos aos números:

  • Para início de conversa, uma empresa que faz blogging gera 55% a mais de visitantes para o site, 97% a mais de links inbound e 434% a mais de páginas indexadas.

  • Cerca de 57% das empresas adquirem clientes devido ao conteúdo publicado em seu blog.

  • Em média, 80% dos internautas brasileiros leem regularmente blogs com conteúdo de sua preferência.

  • No inbound marketing, o custo é de 62% a menos por lead se comparado ao outbound marketing.

Fórmula mágica para um post de blog:

A principal exigência é ter um profissional qualificado para produzir os conteúdos regularmente e é essencial que ele realmente entenda do seu ramo de atuação.

Passo 1 – conhecer seu público-alvo: antes de pensar em planejar qualquer estratégia de marketing é preciso ter muito bem definido o seu público-alvo. Desenhe seu cliente potencial de forma minuciosa, para facilitar crie uma buyer persona, ou seja, a definição de um “personagem” que representa perfeitamente seu cliente. Assim, você não oferecerá conteúdos superficiais.

Passo 2 – títulos e tópicos: antes de desenvolver o conteúdo do post, escolha um tópico, genérico, para o seu texto. Depois disso, você poderá criar títulos diferentes para esse tópico que vão te ajudar a dar foco ao texto.

Passo 3 – desperte a atenção: o primeiro parágrafo precisa ser extremamente interessante para que você consiga chamar a atenção do leitor e fazer com que ele leia o artigo até o fim. Para isso, você pode usar algumas técnicas como contar uma história, introduzir um parágrafo engraçado, demonstrar empatia e etc.

Passo 4 – organize o conteúdo: é importante que seus textos não sejam muito longos, mas explicativos. Para que não fique cansativo e nem confuso para o leitor você pode organizar os posts em seções, listas, dicas ou como preferir.

Passo 5 – Escreva e escreva bem: depois de planejar o conteúdo é hora de colocar a mão na massa. Escreva sobre aquilo que você conhece e para dar ainda mais credibilidade ao seu texto, se necessário, inclua dados, exemplos e etc.

Passo 6 – Atente-se a correção: revise seu texto e peça para que outra pessoa leia também, assim você diminuirá as chances de erro. Além disso, preocupe-se com a formatação, escolha uma boa imagem para ilustrar; organize o espaçamento e a distribuição do texto e desenvolva uma estratégia de inserção de tags.

Passo 7 – Insira uma CTA: no final de todos os textos insira um call-to-action que indique quais os próximos passos que o leitor deve tomar. Você pode oferecer uma assinatura no blog, baixar um ebook, inscrição para algum evento e assim por diante.

Passo 8 – Engajamento nas redes sociais: ter um blog significa aumentar o seu engajamento nas Redes Sociais. As chances de o seu conteúdo ser compartilhado nas redes aumentam significativamente. Para isso, insira em cada artigo um comando “compartilhar”. Aqui a troca é justa: seu blog irá ajudar a obter mais seguidores nas suas redes sociais e as redes sociais irão ajudar a conseguir mais leitores para o blog.

Passo 9 – Otimização: esse é um ponto muito importante, afinal o blog vai ajudar a sua empresa a aparecer nos mecanismos de buscas, mas lembre-se que o Google é bem esperto. Então, não despeje palavras-chave para conseguir uma quantidade arbitrária delas. Se você tiver a oportunidade de incorporá-las e não afetar a leitura, faça isso! A dica é focar em 1-2 palavras-chave em cada publicação. Há quatro lugares essenciais onde você pode tentar incluí-las: título, corpo, URL e metadescrição.

Se possível, encurte a URL, deixando-a mais amigável para o uso de palavras-chave. Os mecanismos de pesquisas favorecem as URLs que facilitam a compreensão do conteúdo da página.

Não se esqueça de projetar o seu site para dispositivos móveis, criando uma experiência unificada para os usuários. O design responsivo é importante não apenas para o UX, mas também para o SEO.

É preciso incluir metaotimização, que se resume no texto adicional exibido no seu resultado de pesquisa. Por meio dele o leitor pode identificar se o artigo possui realmente as informações que ele precisa. Sua metadescrição deve incluir a palavra-chave de cauda longa com a qual você está tentando obter uma classificação, pois ela representa o conteúdo da sua publicação.

Como falamos anteriormente a imagem que irá ilustrar o texto é um ponto importante. Os mecanismos de pesquisa procuram por imagem com texto alt, ou seja, a descrição que aparece quando o cursor é colocado sobre a imagem.

De fato, as tags servem para ajudar a organizar o conteúdo do seu blog, mas se você exagerar nesse quesito, acrescentando muitas tags similares, os mecanismos de pesquisa podem te penalizar por conteúdo duplicado.

Valorize e divulgue seus links internos quando possível isso ajuda a mostrar para os mecanismos de pesquisa que seus conteúdos têm realmente importância. Essa mesma dica vale para links internos para outras páginas de seu website.

Para saber ainda mais sobre as técnicas de SEO, você pode utilizar a Seção de Ferramentas Google Webmaster. Essa página te ajudará a esclarecer dúvidas sobre as melhores maneiras de otimizar seu site.

Passo 10 – Esse é o passo principal. Chegou a hora de transformar a teoria em prática. Vamos blogar?

via: TresPix

Siga
Procurar por tags
Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Google+ Basic Square
  • Twitter Basic Square

Desde 2016 - 2020  ® Todos Direitos Reservados a Agência X10 Publicidade e Marketing Digital