Descubra com a Agência X10: as 5 regras de ouro do marketing




1. Estar sempre próximo dos clientes

A ciência do marketing apoia-se no estudo dos consumidores. Nos últimos 20 anos, foram obtidos progressos consideráveis por meio do estudo das caixas registradoras de hipermercados e outras cadeias de lojas, dos estudos de audiência nos meios de comunicação e da pesquisa dos hábitos dos consumidores.

Todos esses meios geram informações de grande utilidade, mas com limitações. Os estudos de mercado auxiliam as decisões de marketing, mas não dizem o que deve ser feito. É importante que o profissional de marketing acompanhe os vendedores, visite os pontos de venda e analise a natureza e o comportamento da sua clientela.

  • 2. Basear decisões em fatos

Os iniciados do marketing tendem a basear a sua opinião nos estudos de mercado. Alguns preferem selecionar os fatos que reforçam as suas convicções, mas as decisões devem ser baseadas em fatos, não em opiniões.

A Disneyland Paris, por exemplo, enfrentou problemas por tentar importar o conceito de um parque de diversões americano para um mercado com características diferentes. Os europeus gastam menos dinheiro, procuram hotéis de categoria inferior e as suas estadas são mais curtas.

  • 3. Espírito crítico, de síntese e de antecipação

As informações obtidas nos estudos de mercado podem ser abundantes, apresentar lacunas, ou ser contraditórias. É preciso filtrar os fatos mais importantes – o marketing é um exercício de síntese.

Por outro lado, os dados objetivos são observações sobre a evolução passada dos mercados. O êxito de uma pesquisa resulta da formulação da pergunta e do método empregado. O mesmo é válido para o marketing.

  • 4. Vigiar a concorrência

A maioria dos mercados caminha para a saturação, e as empresas competem por fatias cada vez menores de mercado. O marketing de fidelização torna-se mais importante do que o marketing de conquista.

É fundamental impedir que os clientes partam para a concorrência. Deve-se apostar na vigilância da concorrência. Os estudos mostram que os consumidores são cada vez menos fiéis às marcas.

  • 5. Ousar com riscos calculados

O marketing é feito de inovações e, portanto, envolve riscos. Inovar é tentar investir em estratégias diferenciadas, tais como:

- Segmentar o mercado, a fim de especializar-se perante uma categoria específica de consumidores;

- Posicionar a marca para encontrar um território próprio entre os concorrentes;

- Destacar, por meio da comunicação, traços distintivos da marca, do produto ou do serviço.

É preciso analisar os benefícios e os riscos de cada ação, uma vez que os investimentos são elevados e a taxa de insucesso de novos produtos pode chegar a 80%.




Fonte: Sebrae

Posts Em Destaque