Planejamento de palavra-chave: 4 dicas para otimizar sua rotina, veja com a Agência X10




Utilizar a estratégia de SEO para melhorar os resultados do seu site é uma das principais maneiras de alavancar a sua marca de maneira orgânica, mas para melhor a efetividade dessas técnicas é preciso planejar cuidadosamente quais as palavras-chaves que serão utilizadas.

Esse planejamento embora precise ser cuidadoso também precisa ser ágil para que você consiga construir uma estratégia condizente com o contexto. Por isso daremos aqui quatro dicas de como fazer um bom planejamento de palavra-chave para obter os melhores resultados.

1. Defina o seu objetivo antes da pesquisa

A pesquisa por palavras-chaves é uma parte crucial da utilização de SEO, entretanto ela pode demorar muitas horas desnecessárias se você estiver olhando sem objetivo para um buscador de palavras-chave.

Começar sem definir o objetivo primário impede que se faça um recorte mais assertivo na sua busca, o que trará mais resultados e, portanto, demandará mais tempo de análise. Além disso, essa grande quantidade de informação e dados pode apenas trazer mais confusão na hora da escolha.

2. Não se prenda ao “Exact Match”

Exact Match é a expressão utilizada para se referir a necessidade de utilizar um conjunto muito específico de palavras dentro das suas palavras-chaves de cauda longa.

Procurar pelo exact match não faz sentido porque o próprio algoritmo de indexação do Google considera as palavras-chaves com o significado semelhante ou uma mudança na ordem em que elas aparecem.

O SEO semântico trata-se justamente em pensar em palavras-chaves no contexto da busca e no que o usuário deseja encontrar.

Por isso, você pode procurar por sinônimos ou modificar as palavras mantendo a semântica da frase como uma maneira de se diferenciar da concorrência.

3. Foque no usuário

Falando em usuário, pensar no que ele deseja encontrar quando faz uma busca é essencial durante o seu planejamento de palavra-chave.

O algoritmo dos motores de busca é pensado para trazer uma melhor experiência para o usuário e entregar, de fato, as respostas que ele precisa. Portanto, mais do que a quantidade de palavras utilizadas é necessário pensar na qualidade desses termos e na intenção do usuário ao realizar a pesquisa.

O seu ranqueamento será melhor se você estiver respondendo a dúvida do usuário. Pense, então, quem são os usuários que deseja trazer até a sua página. Como normalmente eles falam? Como pensam?

Traga insights do contato com seus atuais clientes para pensar em como captar uma nova audiência.

4. Pense na dificuldade da palavra-chave

A dificuldade da palavra-chave é a análise de quão difícil é ranquear organicamente utilizando determinado termo. Esse cálculo não leva em consideração apenas a palavra em si, mas também a autoridade da página, a autoridade do domínio, a qualidade do conteúdo, número de backlinks, etc.

A ferramenta Ahrefs, por exemplo, realiza o cálculo da dificuldade das palavras através de uma pontuação de 1 a 100, onde considera a probabilidade do seu conteúdo ranquear entre os 10 melhores resultados. Outras ferramentas como o Semrush e o Moz Keyword Explorer funcionam de maneira semelhante e podem ser utilizadas com esse propósito.

É interessante criar conteúdos baseados com dificuldade baixa, uma vez que existe potencial de que isso traga uma visibilidade rápida para sua página. Entretanto, pode ser que todos os seus concorrentes tenham pensado nessa mesma estratégia. Por isso, combinado ao nível de dificuldade, avalie também o volume de uso da mesma.

Com essas dicas, você conseguirá planejar sua estratégia de SEO de maneira mais eficiente.


Fonte: Digitais do Marketing

Posts Em Destaque